Estas são as 10 cidades mais povoadas do mundo em 2023

Segundo a ONU, Tóquio lidera um ranking no qual as megalópoles asiáticas estão a ganhar população a passos de gigante.

Actualizado a

el cairo 00000000 082caa20

Segundo o último relatório apresentado pela ONU-HABITAT, a Divisão de População do Departamento de Assuntos Económicos e Sociais das Nações Unidas, em 2022, estima-se que metade da população mundial viva actualmente concentrada nas cidades do planeta. Há décadas que este organismo publica resultados e projecções revistas sobre os principais aglomerados urbanos e rurais de todos os países mundiais. Desta forma, a ONU avalia anualmente o crescimento geográfico das cidades, bem como o número de habitantes que vivem em áreas metropolitanas.

Este ano, 2023, a lista dos países mais povoados é parecida com a edição anterior, com poucas mudanças de posição e nos números de habitantes. Tóquio, no Japão, consegue manter o seu estatuto de maior e mais povoada cidade do mundo, com 37 milhões de habitantes. A selecção abaixo mostra o Top 10 do ranking mundial, mas a lista das 20 maiores inclui Chongqing (China), Karashi (Paquistão), Istambul (Turquia), Kinshasa (República do Congo), Lagos (Nigéria), Buenos Aires (Argentina), Calcutá (Índia), Manila (Filipinas), Tianjin e Guangzhou, estas duas últimas na China.

 

Esta é a lista das cidades mais povoadas do mundo:

Osaka reúne mais de 19 milhões de habitantes numa cidade que se estende sobre 223 quilómetros quadrados. Situada na ilha de Honshu, no Japão

ISTOCK

1 / 10

#10: OSAKA (Japão)

Osaka reúne mais de 19 milhões de habitantes numa cidade que se estende sobre 223 quilómetros quadrados. Situada na ilha de Honshu, no Japão, é uma das grandes cidades portuárias e pólo comercial do país asiático. Osaka destaca-se pela sua arquitectura moderna, uma animada vida de rua, com mercados e bancas de comida por todos os lados, e uma grande oferta de diversão nocturna. O Castelo de Osaka, do shogunato do século XVI, é um dos seus principais monumentos históricos: está rodeado por um fosso e um parque arborizado com cerejeiras e ameixeiras, que se enchem de cor na Primavera. Igualmente dignos de destaque são os seus santuários budistas e xintoístas, como Sumiyoshi-taisha, um dos templos mais antigos do Japão, fundado originalmente no século III. A cidade tem uma dezena de atraentes museus, cujas exposições incluem desde arte tradicional a tecnologia de ponta.

 

População 2023: 19.013.434 habitantes

População 2022: 19.059.856 habitantes

Bombaim, também conhecida como Mumbai

GETTY IMAGES

2 / 10

#9: MUMBAI (Índia)

Mumbai (Bombai) é a cidade com maior densidade populacional da Índia e o seu centro financeiro, reunindo quase 21 milhões de pessoas nos seus 603,4 quilómetros quadrados de superfície. Entre os seus ícones, encontram-se a Porta da Índia, a sua atracção turística mais conhecida. Com 26 metros de altura, foi construída para comemorar a visita do rei Jorge V de Inglaterra e da rainha Maria em 1911. Outros dos seus encantos são o Templo Mahalakshmi, edificado no ano 1831, que é, actualmente, o recinto hindu mais importante da cidade. O Túmulo de Haji Ali, situado junto à costa, é considerado o melhor miradouro sobre a cidade. A Estação de Comboio Victoria, eixo de comunicação do país, é outro dos edifícios mais visitados. Junto ao Mar Arábico destacam-se Marina Drive, o maior passeio marítimo da cidade, Colaba, com os seus molhes onde se podem ver os pescadores locais na faina e a Ilha Elefante, igualmente denominada Gharapuri, um dos destinos de excursões mais populares, a uma hora de barco do porto local. Esta ilha alberga um conjunto de sete grutas declaradas Património da Humanidade.

 

População: 2023: 21.296.516 habitantes

População: 2022: 20.961.472 habitantes

Pequim é a enorme capital da China.

3 / 10

#8: PEQUIM (China)

Pequim é a enorme capital da China. Ocupa oficialmente uma superfície de 16.411 quilómetros quadrados, sobre os quais se distribuem os seus mais de 21 milhões de habitantes. A sua história é igualmente colossal, remontando há mais de três milénios. Essa bagagem faz com que possua tantos edifícios de arquitectura vanguardista como sítios históricos, de entre os quais se destaca o complexo da Cidade Proibida, palácio imperial das dinastias Ming e Qing, que é actualmente um espaço monumental com dezenas de palácios e museus. Ali perto, na enorme e icónica praça pedonal de Tiananmen, reúnem-se o Mausoléu de Mao Tsé-Tung e o Museu Nacional de China, este último a exibir uma valiosa colecção de relíquias culturais.

 

População 2023: 21.766.214 habitantes

População 2022: 21.333.332 habitantes

cdmx 69d3b015 1067637248 230525111506

4 / 10

6: CIDADE DO MÉXICO (México)

A capital do México é uma urbe extensa (1.485 quilómetros quadrados) e densamente povoada (mais de 22 milhões de habitantes). As suas origens remontam ao ano 1521, quando foi fundada pelos colonizadores, a 2.240 metros de altitude. O seu coração bate no bairro de Zócalo, em redor da Plaza de la Constitución, um enorme espaço marcado pela Catedral Metropolitana, uma construção ao estilo barroco exportado pelos espanhóis, e o Palácio Nacional, que alberga os famosos murais com a história do país pintados por Diego Rivera. Igualmente digno de destaque é o Templo Maior, (azteca do século XIII). Em matéria de propostas culturais, destacam-se o Museu de Frida Khalo, o Palácio das Belas Artes e o Museu Soumaya, onde se exibem três séculos de arte americana e europeia. As excursões à Basílica de Guadalupe e às Pirâmides de Teotihuacan figuram entre as mais interessantes.

População 2023: 22.281.442 habitantes

População 2022: 22.085.140 habitantes

 

A enorme capital do Egipto, situada nas margens do mítico rio Nilo

5 / 10

#7: CAIRO (Egipto)

A enorme capital do Egipto, situada nas margens do mítico rio Nilo, cobre uma superfície com nada menos do que 3.085 quilómetros quadrados. Alguns dos locais de visita obrigatória são a praça Tahrir, a Cidadela de Saladino (século XII), a Mesquita do Sultão Hassany (XIV), o grande bazar de Jan el-Jalili e o vasto Museu Egípcio, um cofre de antiguidades faraónicas que este ano multiplicou os seus atractivos com a abertura do novíssimo Museu do Cairo, junto ao planalto de Gizé. Situado na periferia, esse é o local mais visitado, por reunir num pequeno espaço, as icónicas pirâmides e a Grande Esfinge, datada do século XXVI a.C.

 

População 2023: 22.183.200 habitantes

População: 2022: 21.750.020 habitantes

São Paulo

ISTOCK

6 / 10

#5: SÃO PAULO (Brasil)

O dinâmico centro financeiro do Brasil é outra das cidades mais povoadas do planeta, com mais de 22 milhões de habitantes distribuídos por uma cidade com 1.521 quilómetros quadrados de superfície. A sua importância geopolítica faz com que São Paulo reúna diversas instituições governamentais e culturais, sendo também reconhecida no país como uma meca gastronómica e arquitectónica. A lista dos seus edifícios mais icónicos combina a igreja colonial Pátio do Colégio, onde os jesuítas fundaram a cidade em 1554, a Catedral da Sé, neogótica, o arranha-céus Martinelli, erigido em 1929, e o curvilíneo Edifício Copan, do arquitecto vanguardista Oscar Niemeyer. As suas zonas de passeio imprescindíveis incluem o Parque do Ibirapuera, apelidado de Central Park da América Latina, com 158 hectares e três lagos artificiais; a Avenida Paulista, três quilómetros ladeados por restaurantes, museus, bancos e lojas; o essencial Mercado Municipal; o Mosteiro de São Bento, fundado em 1598; e o Beco do Batman, um museu de arte urbana ao ar livre. Dos seus centros culturais destaca-se o Museu de Arte Moderna, instalado num pavilhão desenhado por Oscar Niemeyer que alberga 8.000 peças dos principais artistas brasileiros, juntamente com obras de Picasso, Modigliani, Chagall e Kandinsky.

 

População 2023: 22.619.736 habitantes

População 2022: 22.429.800 habitantes

Dhaka (ou Daca), a atafulhada capital do Bangladesh

#4: DHAKA (Bangladesh)

ISTOCK

7 / 10

#4: DHAKA (Bangladesh)

Dhaka (ou Daca), a atafulhada capital do Bangladesh, acolhe mais de 22 milhões de pessoas numa área de 306 quilómetros quadrados. A cidade situa-se na margem do rio Buriganga e é o epicentro do governo, do comércio e da cultura nacional. No século XVII era a capital mogol de Bengala, tendo sido nessa época que foram construídos muitos dos seus principais palácios e mesquitas. O recinto da National Parliament House, obra do arquitecto norte-americano Louis Khan, é uma amostra representativa do rápido crescimento desta metrópole asiática.

 

População 2023: 23.209.616 habitantes

População 2022: 22.478.116 habitantes

Situada na costa central do gigante chinês, Xangai é a maior cidade do país (6340 quilómetros quadrados)

Istock

8 / 10

#3: XANGAI (China)

Situada na costa central do gigante chinês, Xangai é a maior cidade do país (6.340 quilómetros quadrados), uma das mais povoadas do mundo (mais de 26 milhões), um núcleo financeiro mundial e também uma das cidades mais modernas. Fundada em 1291 na foz do rio Yangtsé, os seus impressionantes arranha-céus dominam a paisagem de uma cidade que ainda conserva grande parte do espírito da China tradicional. O seu centro vital é The Bund, um famoso passeio marítimo com edifícios da época colonial. Do outro lado do rio Huangpu, vislumbra-se o perfil futurista do distrito de Pudong, com a sua Torre de Xangai, de 632 metros de altura, e a sua Torre Oriental Pearl TV e as suas emblemáticas esferas cor-de-rosa. Em contrapartida, a Old City conserva o estilo e o ambiente antigos. Neste bairro é imprescindível visitar os Jardins Yuyuan, com os seus pavilhões e tanques tradicionais. De dia ou de noite, Xangai, tal como Nova Iorque, é uma cidade que nunca dorme. 

 

População 2023: 29.210.808 habitantes

População 2022: 28.516.904 habitantes

A capital da Índia e sede principal das instituições governamentais do país é, na verdade, uma cidade recente, fundada no ano 1911 pelo imperador do império britânico Jorge V

ISTOCK

9 / 10

#2: NOVA DELI (Índia)

A capital da Índia e sede principal das instituições governamentais do país é, na verdade, uma cidade recente, fundada no ano 1911 pelo imperador do império britânico Jorge V, quando Nova Deli recebeu o testemunho de Calcutá, embora só tenha recebido a sua designação actual em 1927. A metrópole é a mais povoada do país, apesar de ter uma superfície de apenas 42,7 quilómetros quadrados. É uma das urbes cuja densidade demográfica aumentou desde o ano passado Apesar da sua juventude, Nova Deli conta com dois locais declarados Património da Humanidade pela Unesco: o Túmulo de Humayun, que se diz ter sido o precursor do Taj Mahal, e o Complexo de Qutb, onde residiram sucessivos governantes do país. É igualmente apreciada pelas suas largas avenidas arborizadas e os seus numerosos museus e monumentos. 

 

População 2023: 32.941.308 habitantes

População 2022: 32.065.760 habitantes

A populosa capital do Japão continua a fundir o tradicional com o ultramoderno

ISTOCK

10 / 10

#1: TÓQUIO (Japão)

A populosa capital do Japão continua a fundir o tradicional com o ultramoderno, criando o paradoxo de preservar os seus templos e mercados típicos encaixados entre altíssimos arranha-céus. Esta cidade ocupa o primeiro lugar do ranking das cidades mais povoadas do mundo, com mais de 37 milhões de residentes. Além disso, Tóquio destaca-se pela sua dimensão, abrangendo 2.194 quilómetros quadrados de superfície. Entre outros locais de visita imprescindível, encontram-se o Palácio Imperial e o Santuário Xintoísta de Meiji, ambos rodeados por bosques, e Tsukiji, o maior mercado de peixe do mundo, bem como vários museus, incluindo o Museu Nacional de Tóquio, dedicado à arte tradicional do país, e o Museu Edo-Tóquio, onde é possível assistir a peças de teatro kabuki.

 

POPULAÇÃO 2023: 37.435.191 HABITANTES

POPULAÇÃO 2022: 37.274.000 HABITANTES