Uma espécie de peixe de água doce descoberta na bacia amazónica e comum nos aquários domésticos possui algo que parece faltar a um número surpreendente de pessoas: a capacidade de esperar a sua vez.

Num estudo publicado na Scientific Reports, os investigadores conduziram cardumes de tetra-néon (Paracheiodon innesi) através de uma abertura estreita no seu aquário e descobriram que os peixes fazem fila para nadar nos locais sem obstruir ou impedir a passagem. Estes peixes “corteses” com escassos 2,5 centímetros nunca colidiram enquanto nadavam perto da abertura.

Embora a destreza para sair de gargalos tenha sido observada em formigas, nenhum outro animal era conhecido por essa habilidade. Os autores do estudo acreditam que o comportamento dos tetras-néon pode ter evoluído para ajudá-los a passar entre rochas no seu habitat fluvial. Sugerem ainda que este modelo de concessão de prioridade pode ser usado para melhorar o controlo de tráfego para automóveis autónomos e talvez também para multidões.